Onda coreana: depois do K-Pop, chegou a vez do K-drama invadir o Brasil

Pandemia fez consumo das séries coreanas da Netflix bater recorde em aumento de 120%


Por Mara Almeida e

Telma Vasconcelos

Os K-dramas, as novelas coreanas, conquistam cada vez mais o coração dos brasileiros | Foto: divulgação

K-pop, BTS, Blackpink, Parasita, dorama, kdrama. Muito provavelmente nos últimos anos você já se deparou com pelo menos uma dessas palavras na internet. E, se você sente que cada vez mais a cultura asiática está dominando o mundo, você não está equivocado. Considerado o continente mais extenso territorialmente e o mais populoso, a Ásia é composta por 45 países, porém um deles tem se destacado mundialmente na música, no cinema e nas plataformas de vídeo.


Há mais de duas décadas, a Coreia do Sul tem percorrido um caminho que foi planejado minuciosamente. A Hallyu, conhecida como “onda coreana”, é fruto de um grande investimento do governo e da iniciativa privada para promover e disseminar a cultura popular e o entretenimento do país. Dos produtos exportados temos músicas, seriados de TV, cartoons, webtoons, dramas, filmes, jogos digitais, coreografias, entre outros. Somente em 2018, dados vindos do país de “Parasita” (2019) mostraram que a Hallyu garantiu à Coreia do Sul uma renda superior a US$ 7,4 bilhões.


Esse movimento começou no fim dos anos 90, com a exportação de novelas para os demais países do continente asiático. Em seguida, surgiram conteúdos ligados à música popular, tempos depois denominada como K-Pop (abreviatura da expressão em inglês Korean Pop). Após a crise financeira asiática de 1997, a onda se espalhou pelo mundo de forma mais acentuada e, desde então, está entre os fatores que contribuíram para a recuperação econômica do país.


K-drama


Depois do êxito estrondoso do K-Pop pelo mundo afora, que começou em 2012 com Psy e o hit “Gangnam Style" (primeiro vídeo musical do YouTube a atingir um bilhão de visualizações) e deu continuidade com grupos como BTS, Blackpink e EXO, as produções de TV da Coreia do Sul também estão ganhando mais popularidade e têm conquistado muitos fãs, principalmente no Brasil. Os K-dramas (abreviatura da expressão em inglês Korean dramas), são novelas de origem sul coreana que geralmente possuem apenas uma temporada (estilo minissérie), com cada história contada em 12 a 24 episódios. É importante esclarecer que os “doramas", termo também bastante conhecido, são novelas de origem japonesa.

"Pousando no Amor" é um dos K-dramas mais vistos na Netflix

O sucesso da dramaturgia do país se reflete nos investimentos da Netflix entre 2015 e 2020 nessa área. Para se ter uma ideia, dados divulgados no blog da plataforma mostraram que a Netflix aplicou cerca de US$ 700 milhões em 80 produções, disponibilizadas a telespectadores de 190 nacionalidades. “Kingdom”, “Pousando no Amor” e “Tudo bem não ser normal” são as mais acessadas. No Brasil, os K-dramas se tornaram bastante populares durante a pandemia da Covid-19. Com o isolamento social, o consumo do conteúdo coreano da plataforma bateu recorde de audiência. Comparado a 2019, o aumento registrado foi de 120%.


A repercussão do segmento é tanta que o investimento em novos K-dramas para o catálogo se tornou regular, inclusive com contrato de três anos, válido a partir de 2020, assinado com a produtora sul-coreana Studio Dragon. Porém, não é só na Netflix que é possível assistir às novelas coreanas. Existem outros serviços de streaming, como o Viki e o Kokowa, especializados em conteúdo asiático e com catálogo vasto em produções que vão desde K-dramas e filmes até shows e programas de televisão.


Como em praticamente todas as novelas, o romance impossível é quase sempre pré-requisito nos K-dramas. O diferencial das produções coreanas é a pureza das narrativas e os costumes que são retratados. Diferente das novelas brasileiras, por exemplo, é comum que na novela coreana o casal protagonista demore cerca de 10 episódios para ter contato físico. Os gêneros variam entre melodrama, comédia romântica, aventura, fantasia, ficção científica, ação, terror, época, policial e suspense. Geralmente, as histórias tratam de relacionamentos entre ricos e pobres, brigas por herança, passados traumáticos, almas gêmeas, destino e reencarnações.


Com produções de tirar o fôlego e que, muitas vezes, não deixam a desejar, os temas abordados são diversificados e apresentam enredos sobre questões sociais, saúde mental, empreendedorismo, fama etc. Os aspectos culturais da Coreia do Sul também são explorados nas tramas e despertam a curiosidade, entre eles, os cumprimentos formais. O público também é apresentado a costumes como tirar o sapato na entrada de casa, à culinária e aos pratos típicos, tteokbokki, kimchi e bulgogi, às bebidas alcoólicas como soju, makgeolli e somek (este último a mistura de cerveja e soju), aos encontros nas barracas de rua, chamadas de pojangmacha, e à tradição de prolongar o happy hour em karaokês.


Com o isolamento social, o consumo do conteúdo coreano da plataforma bateu recorde de audiência. Comparado a 2019, o aumento registrado foi de 120%

Por onde começar


Ao contrário da Netflix, para assistir novelas coreanas pelo Viki não é necessário pagar a assinatura mensal, mas é válido saber que a opção free pass tem propagandas e catálogo limitado. Se depois de ler esse texto, você se interessou pelos K-dramas e quer mergulhar nesse universo, vale a pena conferir os planos oferecidos pelo Viki.


Os valores variam entre US$ 0.99 a US$ 99.99 e, a depender [do plano] escolhido, você pode assistir novelas em HD e ter acesso a conteúdo exclusivo da própria plataforma. O Kokowa funciona da mesma maneira, porém a mensalidade custa US$ 6,99 e o assinante tem direito a 14 dias grátis.


As recomendações são sempre bem-vindas, não é? É por isso que reunimos aqui quatro sugestões de K-dramas para dar início à vida dorameira e se juntar a nós em um mundo mágico, encantador e viciante.


1) Pousando no Amor (Netflix)


Se você é um eterno romântico, “Pousando no Amor” é a fórmula perfeita. O drama conta a história da herdeira sul-coreana, Yoon Se-ri, que após um acidente de parapente, teve que fazer um pouso de emergência em território norte-coreano. O que Yoon Se-Ri não contava era encontrar um oficial norte-coreano, Ri Jung Hyuk, e que eles poderiam viver um grande romance.


2) Vincenzo (Netflix)


É até difícil escrever sobre essa obra pelas tantas reviravoltas que a história dá. Porém, não se preocupa que a gente vai tentar explicar um pouco o que acontece. Se você gosta da mistura de aventura, crime e romance, “Vincenzo” é o k-drama certo.


Em vinte episódios de até 1h26min, você acompanha a história de um advogado da máfia Italiana, Vincenzo Cassano (italiano-coreano), que precisa voltar para a Coreia para resolver algumas pendências. Quando menos se espera, o advogado se encontra envolvido em situações que ele precisa buscar por justiça. Para fazer isso acontecer, ele conta com a ajuda da advogada Hong Cha Young. Juntos eles vivem as maiores e loucas aventuras.




3) What’s wrong with Secretary Kim? (Viki)


Lee Yeong Joon é o vice-presidente de uma grande empresa na Coreia, o Yoomyung Group. Além de bem sucedido, Yeong Joon é tão narcisista que não presta atenção em ninguém, nem mesmo em sua fiel secretária Kim Mi So. Depois de 9 anos trabalhando para a empresa e dedicando seu tempo ao Yeong Joon, Mi So decide pedir demissão e buscar seus sonhos. Como você acha que o vice-presidente vai ficar? Esse K-drama é romance puro e é o tipo de fanfic que nós queremos para nossa vida.



4) True Beauty (Viki)


Depois de ser intimidada e sofrer bullying na escola por conta de sua aparência, Lim Ju Kyung, uma garota do ensino médio, se transforma em uma “deusa” e rapidamente vira a musa da nova escola após dominar a arte da maquiagem por meio de tutoriais da internet.

Além de fazer novas amizades, Ju Kyung se encontra em meio a um triângulo amoroso com Lee Su-ho, o garoto nerd, popular e bonito que guarda um segredo doloroso, e Han Seo-jun, ex-melhor amigo de Su-ho. Já dá pra imaginar o que pode acontecer, certo? Não. [Não se engane com o ambiente “drama ensino médio”, pois “True Beauty” traz muitas reviravoltas.]


Os protagonistas do K-drama "True Beauty" | Foto: divulgação

E aí, gostou das dicas? Então fica de olho aqui no Mixtape 90 que em breve traremos muito mais pra vocês :)

OutrosPots.png

Matérias Recentes

Listra.png