Malcolm & Marie | O grito da potência de Zendaya


Zendaya e John David Washington em cena de "Malcolm & Marie" | Foto: divulgação/Netflix

Após um lançamento limitado nos cinemas e o burburinho em torno da divulgação do filme, o novo drama da Netflix já está disponível na plataforma em todo o mundo desde a última sexta-feira (05). Filmado em 14 dias durante o período de isolamento nos EUA, no ano passado, e com uma equipe total de apenas 22 pessoas, "Malcolm & Marie" é dirigido e roteirizado por Sam Levinson (Euphoria) e protagonizado pelos novos queridinhos de Hollywood, Zendaya e John David Washington.

Em fotografia preto e branco, somos apresentados a uma noite intensa na vida de um jovem casal: o cineasta Malcolm (John David Washington) e sua namorada Marie (Zendaya) após voltarem da celebrada pré-estreia do primeiro filme da personagem de David Washington. Quase que em tempo real, somos tomados por uma série de diálogos ariscos que mostram os altos e baixos de um relacionamento caótico. Ambientado em uma casa no meio do nada, o público se vê telespectador de uma DR que parece interminável trazendo a sensação de que a cada round, facas e tiros são jogados em forma de palavras.

É nas dores de Marie, que acusa o namorado de se apropriar de sua história para criar o filme e nem sequer agradecê-la na pré-estreia, que Zendaya brilha. A vencedora do prêmio Emmy de Melhor Atriz em Série Dramática por "Euphoria", mais uma vez mostra a que veio em nova parceria com o diretor Levinson. Apesar de algumas partes cansativas do longa, a atriz segura a onda com brilho em enormes planos-sequência, fortes monólogos e cenas intensas, como a da banheira em que Marie apenas ouve as duras e cruéis farpas do parceiro sem dizer uma só palavra. Uma curiosidade é que atriz também assina a obra como produtora executiva e fez um post emocionado e cheia de orgulho para divulgar o novo trabalho.



A química do casal protagonista é tanta que as jovens estrelas trazem todo o vigor caótico das personagens através de tensões sexuais, amorosas e cruéis na mesma intensidade. Nos altos e baixos da relação, um tenta explicar ao outro o caos sentimental que trazem em si nas vãs tentativas de se comunicarem enquanto parceiros. O jogo para ver quem se machuca mais às vezes nem precisa de palavras como podemos ver na cena em que Marie vai atrás de Malcolm na varanda, coloca a música "Get Rid of Him", de Dionne Warwick, e deixa apenas a música falar por si. Outro ponto alto da obra, inclusive, fica por conta da trilha sonora repleta de hinos da Soul Music e da era de ouro da Motown.


Uma ode aos filmes românticos de Hollywood com toques de metalinguagem (como nas cenas de Malcolm citando diretores e obras), "Malcolm & Marie" chega com ambição ao se apresentar como um filme de diálogos intensos filmado em preto e branco. Porém, é na intensa e madura atuação de uma das mais talentosas promessas de Hollywood que sinto que o grito engasgado da personagem Marie esperando um "obrigado" do parceiro pode ser na verdade o grito de Zendaya para mostrar toda a potência da ótima atriz, produtora e diva que é.


OutrosPots.png

Matérias Recentes