4 livros para ler em um fim de semana


Sempre que somos confrontados a largar o celular por um momento e ler um livro, uma das desculpas que mais ouvimos (e damos também!) é que não temos tempo para a leitura. Porém, quem disse que é preciso ler um calhamaço, uma bíblia ou uma trilogia inteira de uma vez só? Às vezes, tudo que a gente mais precisa é daqueles livros curtinhos, os chamados "leitura de uma sentada só" para retomar o hábito, não é?

Foi pensando nisso que juntamos aqui quatro obras daquelas que não tomam tanto tempo e ainda te deixam presos à história e aos personagens em leituras de fôlego (você não quer parar de ler). É claro que cada um tem um tempo de leitura próprio e na vida a gente já está cansado de competições. Por isso, eu proponho aqui um desafio: que tal aproveitar o fim de semana para ler um livro curtinho que dá pra ler em um ou dois dias?



MEMÓRIAS DE MINHAS PUTAS TRISTES (GABRIEL GARCÍA MARQUEZ)



Apenas 128 páginas, olha só :)


O último livro do Prêmio Nobel de Literatura, Gabriel García Marquez, foi lançado em 2004. A obra conta a história de um velho cronista e crítico musical que, em seu aniversário de 90 anos, pretende presentear a si mesmo com uma noite de amor louco com uma jovem virgem. O público leitor mergulha nas aventuras sexuais de um senhor-narrador que tem quase cem anos de solidão em uma vida que apenas no fim tem a chance de entender o que é um amor. Entre idas ao bordel, dormindo com muitas mulheres durante a vida e com um último desejo em mente (uma noite de amor louco), somos apresentados a uma narrativa que só Gabo tem o poder de nos prender e nos elevar em mais uma obra-prima de um dos escritores mais importantes da literatura mundial. Vale super a pena e quem sabe depois desse você não se arrisca a re(ler) "Cem Anos de Solidão"? Fica a dica!


RICARDO E VÂNIA (CHICO FELITTI)


192 páginas de uma leitura de fôlego, fluida e instigante!


Finalista do Prêmio Jabuti de 2020, esse livro-reportagem escrito por Chico Felitti é uma das leituras mais necessárias da atualidade. Se você estava na internet em outubro de 2017 é bem provável que se deparou com uma das reportagens de maior repercussão dos últimos tempos: "Fofão da Augusta? Quem me chama assim não me conhece" foi publicada na época pelo Buzzfeed News comovendo milhares de brasileiros com a história de Ricardo Corrêa da Silva, cabeleireiro e maquiador de São Paulo, que ganhou o apelido ofensivo do título da matéria por ter o rosto remodelado por litros de silicone e cirurgias plásticas. Para o livro, Chico embarcou mais uma vez a fundo para inestigar mais da triste trajetória de Ricardo narrando agora uma história de amor com outros personagens que passaram pela vida da grande figura das noites paulistanas. Em uma escrita poderosa e instigante, o autor traz agora a relação de Ricardo com Vânia, brasileira radicada na França, que um dia se chamou Vagner e foi o amor da vida de Ricardo. Além de nos deparar com fatos e personagens fortes, o jornalismo investigativo de Chico ainda nos oferece um panorama do quanto era ainda mais triste e cruel a marginalização da comunidade LGBTQAI+ nos anos 1980/1990, além de escancarar problemas sociais como o caso das pessoas em situação de rua. É leitura viva!


BECOS DA MEMÓRIA (CONCEIÇÃO EVARISTO)


200 páginas que passam voando!


Que Conceição Evaristo é uma das escritoras mais importantes da literatura contemporânea brasileira não é novidade pra ninguém, né? Em "Becos da Memória", Evaristo nos entrega o melhor da ficção em sua marca registrada: a escrita elegante com poder de dar socos no estômago em prosa poética.


A partir de personagens marcantes, a autora nos traz histórias discutindo de forma lírica as questões profundas da sociedade brasileira. Na obra, somos apresentados aos sonhos de liberdade que o rio leva de roldão, aos homens-vadios-meninos em fuga das dores da vida, também conhecemos Vó Rita e a Bondade em forma humana. Trata-se de leitura obrigatória para entender um pouco mais da história e das feridas-pedras que o Brasil carrega, em especial a formação de favelas seguidas do desfavelamento. Leitura necessária!


NO SEU PESCOÇO (CHIMAMANDA NGOZIE ADICHIE)



203 páginas de contos imperdíveis


A escritora e ativista nigeriana Chimamanda Ngozie Adichie é conhecida por seus fortes romances e ensaios feministas que ganharam o mundo traduzido em várias línguas, além de participar do hino "***Flawless" com ninguém menos que Beyoncé. Em seu primeiro livro de contos, Chimamanda escancara em doze contos histórias cotidianas e existenciais tendo como temas alguns assuntos e feridas dolorosas da sociedade como o racismo, machismo, xenofobia. Em uma escrita sofisticada, a autora tem o poder de nos dar soco no estômago de forma sutil, porém pesada em uma estilo único. Destaque para o conto que dá título ao livro: "No Seu Pescoço" é todo narrado em 2ª pessoa, o que nos coloca no lugar da protagonista, uma recém-chegada aos Estados Unidos que tenta se adaptar à cultura, o comportamento e os hábitos fora do seu lugar em uma experiência não muito boa. Os contos também servem para tirar do público-leitor a visão eurocêntrica que temos dos países da África.


E aí, gostou da lista? Conta aqui depois qual você mais amou ler :)


OutrosPots.png

Matérias Recentes